// arquivos

Metal Radio Show

This tag is associated with 12 posts

S.O.S. Metal Radio Show – Playlist 1416 – 19/10/2013 (Disponível/ Available)!

S.O.S. Metal Radio Show 1416 – 19.10.2013

 

KEVIN DUBROW
– In For The Kill – Gonna Have A Good Time
GOTTHARD
– G – Fist In Your Face
GREAT WHITE
– The Final Cuts – Love Removal Machine
FOX
– Lucifer – Wonderland
RATT
– Infestation – Take A Big Bite
MOTLEY CRUE
– Dr. Feelgood – She Goes Down
VIXEN
– The Best Of Vixen: Full Throttle – Cryin’
– The Best Of Vixen: Full Throttle – Edge Of A Broken Heart
JEFF SCOTT SOTO
– Damage Control – Give A Little More
JOHNNY LIMA
– Livin’ Out Loud – All I Wanna Do
JOHN 5
– Requiem – Heretic’s Fork
MARTY FRIEDMAN
– Bad DNA – Weapons Of Ecstasy
HARDCORE SUPERSTAR
– Split Your Lip – What Did I Do
STEELHEART
– Steelheart – Like Never Before
DEALS DEATH
– Point Zero Solution – Paramount Authority
DREAM THEATER
– Dream Theater – The Bigger Picture
DRONE
– For Torch And Crown – Making Believe
PARAGON
– Force Of Destruction – Son Of A Bitch
KREATOR
– Phantom Antichrist – Your Heaven, My Hell
EPICA
– The Divine Conspiracy – The Obsessive Devotion
GAMMA RAY
– Master Of Confusion – Death Or Glory
DEMON DAGGER
– Cain Complex – Mentally Cannibalized
METAL CHURCH
– Gneration Nothing – Bulletproof
– Generation Nothing – Close To The Bone
DYNAMITE
– Lock N’ Load – Ain’t Like You
SOUND STORM
– Immortalia – Back To Life
DORO
– Raise Your Fist – Coldhearted Lover
CHIMAIRA
– Crown Of Phantoms – Kings Of The Shadow World
MASTERPLAN
– Novum Initium – Play On My Soul
EXHUMED
– Necrocracy – The Shape Of Deaths To Come
ATROCITY
– Okkult – March Of The Undying
CIRCLE II CIRCLE
– Season Will Fall – Without A Sound
POISONBLACK
– Lyijy – Down The Ashes Rain
DEATH ANGEL
– The Dream Calls For Blood – Succubus
IRON MAIDEN
– The Essential Iron Maiden – The Evil That Men Do
EVIL MASQUERADE
– Pentagram – Moonlight Fantasy
PAIN
– You Only Live Twice – Dirty Woman
ILLNATH
– 4 Shades Of Me – Gallow Hill
IZEGRIM
– Congress Of The Insane – Decline And Fall
SOULFLY
– Savages – Ayatollah Of Rock N’ Rolla
– Savages – Spiral
AVANTASIA
– The Mystery Of Time – The Watchmakers Dream
DARKANE
– The Sinister Supremacy – Collapse Of Illusions
KORODED
– Dantalion – Walking Dead
ENSIFERUM
– Unsung Heroes – In My Sword I Trust
LAMB OF GOD
– Ashes Of The Wake – The Faded Line
DIO
– The Very Best Of DIO Vol. 2 – Hunter Of The Heart
FLESHGOD APOCALYPSE
– Labyrinth – Under Black Sails
SENTENCED
– Manifesto Of – Bleed
ATTACKER
– Giants Of Canaan – The Hammer
CRADLE OF FILTH
– Godspeed On The Devil’s Thunder – The 13th Caesar
AMON AMARTH
– Surtur Rising – Destroyer Of The Universe
MORTILLERY
– Origin Of Extinction – F.O.A.D.
DYING FETUS
– Reign Supreme – In The Trenches
MYSTIC PROPHECY
– Killhammer – Children Of The Damned
BLACK SABBATH
– Dehumanizer – Sins Of The Father
ALMOST HUMAN
– 0 – Nomosis
SATYRICON
– Satyricon – Phoenix
MOTORHEAD
– Aftershock – Heartbreaker
– Aftershock – Death Machine
FREEDOM CALL
– Land Of The Crimson Dawn – Space Legends
END OF GREEN
– The Painstream — Standalone

 

S.O.S. Metal Radio Show

Share

S.O.S. Metal Radio Show – Playlist 1415 – 12/10/2013 (Disponível/ Available)!

S.O.S. Metal Radio Show 1415 – 12.10.2013

Y&T
– Facemelter – Blind Patriot
VICTORY
– Temple Of Gold – Backstreet Rider
TESLA
– Forever More – One Day At A Time
SCORPIONS
– Humanity: Hour I – The Cross
CRASHDIET
– The Savage Playground – Anarchy
BANGALORE CHOIR
– Cadence – Spirits Too The Bleed
STRYPER
– The Covering – Heaven And Hell
SEBASTIAN BACH
– Kicking & Screaming – Kicking & Screaming
UFO
– The Best Of A Decade – Black And Blue
TREAT
– Coup De Grace – All In
VAN HALEN
– A Different Kind Of Truth – Outta Space
HARTMANN
– The Best Is Yet To Come – Alive Again
JORN
– Symphonic – Time To Be King
CHILDREN OF BODOM
– Halo Of Blood – Waste Of Skin
DEATH ANGEL
– The Dream Calls For Blood – The Dream Calls For Blood
– The Dream Calls For Blood – Caster Of Shame
HOLY GRAIL
– Ride The Void – Bestia Triumphans
DEVILDRIVER
– Winter Kills – The Appetite
KREATOR
– Enemy Of God – Enemy Of God
WOLFHEART
– Winterborn – Gale Of Winter
ONSLAUGHT
– VI – Chaos Is King
TRIVIUM
– Vengeance Falls – Vengeance Falls
PRIMAL ATTACK
– Humans – Not Enough
APOCALYPTICA
– Wagner Reloaded Live In Leipzig – Ludwig Wonderland
DEALS DEATH
– Point Zero Solution – Beyond Reason
GAMMA RAY
– Somewhere In The Galaxy – Long Live Rock N’ Roll
ROB ZOMBIE
– Venomous Rat Regeneration Vend – Behold, The Pretty Filthy Creature
RUNNING WILD
– Resilient – Resilient
– Resilient – Desert Rose
DREAM THEATER
– Dream Theater – The Looking Glass
METHODS OF MAYHEM
– – — Time Bomb
TESTAMENT
– Practice What You Preach – Time Is Coming
PRIMAL FEAR
– Unbreakable – Bad Guys Wear Black
COLDSPELL
– Frozen Paradise – Goin All The Way
REVOCATION
– Revocation – Scattering The Flock
MERCENARY
– Through Our Darkest Days – Generation Hate
POWERWOLF
– Preachers Of The Night – Sacred & Wild
CRYPTOPSY
– Cryptopsy – Amputated Enigma
TYR
– Valkyrja – Another Fallen Brother
CHROME DIVISION
– 3rd Round Knockout – 7 G-Strings
POISONBLACK
– Lyijy – Pull The Trigger
VOLBEAT
– Guitar Gangsters And Cadillac Blood – Still Counting
IMMORTAL
– Sons Of Northern Darkness – Tyrants
DERIDE
– The Void – Devil In Me
METALLICA
– Through The Never – Master Of Puppets
SEPULTURA
– Dead Embryonic Cells – Orgasmatron
MESHUGGAH
– Pitchblack – Pitchblack
ENEMY OF THE SUN
– Caedium – The Golden Horizon
BLOODWORK
– Zero – Deadborn
DEGRADEAD
– The Monster Within – For Better Or Worse
MEGADETH
– Super Collider – Kingmaker
EXODUS
– Impact Is Imminent – Lunatic Parade
FACEBREAKER
– Dedicated To The Flesh – Dedicated To The Flesh
AUTOPSY
– The Headless Ritual – Mangled Far Below
DIABOLICAL
– Neogenesis – Humanitas
– Neogenesis – Into Oblivion

 

S.O.S. Metal Radio Show

Share

LEGACY OF CYNTHIA no S.O.S.

Banda formada em 2010, os LEGACY OF CYNTHIA são naturais de Sintra, e combinam diversas influências, bem como diferentes estilos de música, dentro da cena metal e não só.

Em 2011, a banda editou o EP de estreia, intitulado “VOYAGE”, que recebeu da crítica o melhor dos acolhimentos.

O novo PROMO CD está já diponível. Com o título de “II”, caracteriza-se como sendo o segundo capítulo da vida da banda.

Os LEGACY OF CYNTHIA sobreviveram à passagem pelo S.O.S. METAL RADIO SHOW, e juntam-se a nós na conversa que segue.

Os Legacy Of Cynthia iniciaram a sua história, enquanto banda, em 2010. Neste percurso, tão curto, haverá, com certeza, histórias para partilhar com o público. Proponho que comecemos por aqui; apresenta-nos a banda e conta-nos um pouco da sua história.

Ora bem os Legacy of Cynthia são uma banda alternativa que conjuga o metal com as mais variadas influências de todos os seus elemento e quase sem excepção de todos os estilos de música, somos uma banda recente de finais de 2010 com 6 elementos que espalham o caos um pouco por onde tocam, tentando que quem vê os nossos espectáculos sinta um misto de  sentimentos, se é  que me faço entender.

Enquanto banda, certamente, sofreram a influência de outras bandas. Sabe-se, através do que vocês disponibilizaram no Facebook, que sofreram influências de bandas de «dentro e de fora do metal». Queres falar-me destas influências?

As influências são completamente díspares, pois todos os elementos quase sem excepção vêm de backgrounds musicais completamente diferentes, sejam elas bandas antigas ou mesmo o som que ouvimos em casa e que alimenta a nossa alma. Posso-te dizer que desde os Beastie boys, ao Johnny Cash passando pelos Metallica, dando um salto aos Korn e acabando nos Moonspell, sem esquecer o grande Bob Marley, todas estas bandas e mais fazem parte das nossas vidas e da nossa banda pois nem que seja numa “bridge” ou num ou outro detalhe pelo menos, na nossa cabeça, elas estão lá a rir-se para nós.

 

O momento da edição do EP de estreia “Voyage” terá sido o momento mais importante da banda. Queres falar-me um pouco de como tudo se processou, proporcionando a todos um flashbak temporal, e quais os momentos mais marcantes após a edição do “Voyage”.

A edição do “voyage” poderá talvez ter sido um dos momentos mais importantes, pois provou a nós próprios que sem grandes recursos e só e apenas com a nossa força e vontade interior conseguíamos fazer algo que nos dava a todos muito prazer, isso transparece no ep, que prima talvez por uma melancolia com espaços de “power” que era algo que todos sentíamos na altura. Reflecte as nossas vivências e o nosso estado de espirito da altura.

 

Nesta altura, está já disponível o novo promo CD, intitulado “II”, mais um capítulo do vosso percurso. Conta-nos como tudo foi acontecendo, falando-nos do processo de composição de “II”.

O nosso novo trabalho é quase como que um trailer para o que aí vem, quando lançarmos o nosso primeiro álbum de longa duração para o fim do ano. Este promo cd é um trabalho mais directo, mais confiante onde durante o processo de composição começamos a sentir maior liberdade para expormos todas as nossas ideias e tentarmos fazer algo, ainda mais nosso, mais a ver connosco,  que nos faça mexer física e emocionalmente. Temos outros temas que irão fazer parte do nosso álbum e que foram compostos nessa altura e que são sem dúvida uma, esperamos, agradável surpresa para desvendar mais tarde.

Entre estes dois títulos residem, naturalmente, algumas diferenças, não obstante o curto espaço de tempo que os medeia. Neste sentido, peço-te que nos fales um pouco sobre as principais diferenças entre os dois registos.

A diferença para o “II” penso que se prende com um som mais directo, algo com que as pessoas se possam relacionar mais directamente, com que mais pessoas se possam identificar, algo mais “sing along” que sabe bem ouvir a qualquer hora do dia ou até no duche. É ao mesmo tempo uma música de desconforto, de acção, de tristeza também, parece que tudo muda a cada audição consoante o estado de espirito da altura. Mantém toda a nossa personalidade sonora agora talvez não tão melancólica e sim mais enérgica, mais visceral.

O “voyage” é talvez um pouco mais intimista, mais rebuscado, como que transporta as pessoas numa viagem para um “mundo” muito próprio de cada um, é uma música de conforto ou desconforto consoante o estado de espirito de cada um aquando da audição. Orgulhamo-nos do nosso ep de estreia por essa mesma razão. É algo mágico quando consegues alienar um ouvinte e fazê-lo sentir algo, seja depressão, viagem, calma… Isso é super! Ainda hoje isso me acontece quando ouço o “voyage” com “olhos de ouvir” J

Como te sentes sendo músico da banda e, ao mesmo tempo, o editor do novo trabalho?

Sinto muito prazer e orgulho também. A possibilidade de ter produzido o nosso novo cd, foi um voto de confiança de todos os membros no meu trabalho, e algo que, apesar de fazer profissionalmente para todos os que me procuram, com empenho a 200%, digamos que com esta nuance meio gótica alternativa ainda não tinha feito.

Achas essa posição proporciona vantagens notórias, sendo que és conhecedor do interesse da banda, ou terá sido resultado de uma necessidade, impedindo-vos de trabalhar com alguém de fora, podendo este acrescentar coisas novas à música que conceberam?

Proporciona sem dúvida algumas vantagens tal como essa que enumeraste, bem como o facto de saber também o tipo de sonoridade pretendida por todos. Sou produtor já há alguns anos e o meu principal objectivo sempre, é fazer com que a música tenha alma, sentimento, seja ele qual for, que transmita algo ao ouvinte, independentemente do estilo musical é sempre algo muito visceral que tem de vir cá de dentro. Muitas vezes o mais difícil é conseguir quebrar o gelo pôr as pessoas à vontade, para serem elas próprias, para transmitirem via música o que lhes ia na alma quando a criaram. Quando isso acontece é mágico! Obviamente sendo a minha banda, no que toca ao estar à vontade e sem pressão isso já acontecia, agora a parte visceral de nos libertarmos totalmente em conjunto é que ainda não. Esta foi uma primeira etapa, para vencermos os preconceitos e afastarmo-nos da música estilo “lego” que é o conceito de gravação que infelizmente reina entre nós. Os músicos (os de Legacy of Cynthia não foram uma total excepção) parecem que já estão preparados e que já só sabem lidar e gravar com automatismos e truques de corte e costura. É péssimo que assim seja e pelo menos em Legacy sei que esse já não é o caminho, que outros horizontes se abriram, e outra força se levantou. Só por isso estou grato por ter feito este trabalho e estou ansioso que o próximo chegue pois isso será ainda mais notório. No entanto como é óbvio seria óptimo, sem dúvida, um par de ouvidos extra, fresquinhos, que não conhecem o nosso som, pois eu sou suspeito, existem sempre ideias e nuances que escapam quando o produtor faz parte das músicas e da banda. Numa próxima esse é um objectivo, bem como deitar cá para fora em cd tudo, mas tudo, o que vai na alma.

 

Confesso que não tenho qualquer tipo de conhecimento no que a produções de álbuns diz respeito. No entanto, como se foi processando o trabalho da banda, no processo de gravação e consequente mistura de “II”, no Fingerprint Music Studio. Como foi participar, duplamente, por dentro da concepção do novo promo CD?

Foi óptimo. Quando começámos a trabalhar no “II” vieram-me à cabeça e à de todos, o percurso do nosso passado musical desde jovens adolescentes. São coisas que fazem parte da nossa vida e que nos vão sempre acompanhar nestas lides. Penso que isso se reflecte também um pouco na produção e no porquê do “II” soar assim. Hoje em dia a cena metal moderna soa toda igual, a mesma bateria, o mesmo tom de guitarra, as mesmas vozes, como que tudo parece pré-formatado o que a mim me irrita um pouco, perdeu-se a identidade e a dinâmica a nível sonoro. Todos na banda concordam comigo, e tentámos tanto na composição como na gravação que o cd ecoasse a coisas do tempo que já lá vai mas com algo mais analógico, mais único.

Após a gravação e mistura, o registo foi enviado para o The Grand Masters Áudio, para ser masterizado por David Eley. Como chegaram até ele? O que foi que vos motivou a trabalhar com o David?

Eu vivi e estudei em Manchester no reino unido durante 6 anos, e o David é um amigo de longa data, super mega profissional, e com um dedo mágico muito próprio para masterizações. Toda a sua formação foi feita com base na masterização e os seus vários trabalhos falam por si. As suas influências pessoais centram-se muito na cena de finais de 80 início de 90. Os seus trabalhos trazem um certo toque vintage muito bom, que foi sem dúvida a principal razão que nos levou a procurá-lo para este e quem sabe também para o nosso próximo novo trabalho. Ele acredita nos mesmos princípios que enumerei anteriormente, e é sem dúvida gratificante que te entendam e que tentem também ajudar a conseguir algo como uma peça única.

A partir do momento em que encontram o vosso trabalho disponível, certamente que desejam promovê-lo, mostrá-lo ao vosso público. O que é que está programado para esta nova etapa; a etapa da promoção do CD?

Estamos neste momento com datas ao vivo marcadas, a próxima é já no próximo sábado dia 12 de Maio no Morgana Fest aqui em Sintra. Tentamos sempre ter o maior número possível de datas, pois o que mais prazer nos dá enquanto elementos de banda é tocar ao vivo, perder as estribeiras e rockar sem limites como se não existisse amanha. A tertúlia dos sem juízo!

Nesta altura está difícil agendar datas em número suficiente para levamos o nosso “circo” a todos! Tentamos participar em rádios boas como a vossa J, e iremos brevemente marcar uma data para actuarmos no curto circuito da Sic Radical.

Está na calha também brevemente realizarmos o nosso primeiro vídeo da “Frozen” que terá um toque hollywoodesco, assim o esperamos, e que sem dúvida será um marco na banda e um grande impulsionador a levar o nosso nome o mais longe possível.

 

Como é que surgiram as ideias para a Cover Art de ambos os trabalhos? Confesso que sou apreciador da capa do primeiro EP. A de “II” é mais directa, mais crua, mais despida. O que está na base da concepção destes trabalhos gráficos?

Desde já obrigado pelo elogio, eu próprio também gosto imenso da capa do “voyage”, penso que reflecte o que lá está dentro. Nesta nova capa do “II” acontece exactamente o mesmo, pois tal como a capa o som também nos remete para ela, despida crua com espinhos e voltas sem fim J. Todo o trabalho gráfico é executado pelo OZ o nosso guitarrista, que é mestre da guitarra e das artes gráficas, ele executa com o seu cunho pessoal as ideias que todos discutimos nos ensaios, e nas conversas até de madrugada.

 

O que é ser Legacy Of Cynthia?

Ser Legacy of Cynthia é ser português, teimoso, sonhador com gana de viver, gritar e agitar toda a gente. É ser parte de um movimento que nos une a todos, o metal. É dizer presente e nunca olhar para trás.

Os Legacy Of Cynthia estão a partir de Sintra para o resto do país. De certa forma, todos pensarão que seria positivo partir de Sintra para o mundo. Uma espécie de sonho tornado realidade. Como vês estas possibilidades? Como olhas para a cena do Metal em Portugal?

Impossible is nothing, haja saúde. Difícil é, muito mesmo! Ganas não faltam nem dedicação, com a ajuda de todos, alimentamos a nossa alma e vamos em frente sem parar nem que seja até ao abismo J. A cena do Metal em Portugal está viva, sempre esteve, sempre marginalizada e desrespeitada um pouco por quem acha que está acima do povo, das pessoas, do pessoal que faz do metal um (quase) estilo de vida. Existe o que é possível existir sem apoios de quase ninguém, apenas do pessoal da cena que resiste e faz as coisas com amor e dedicação. O problema são os “padrinhos” os “supra-sumos” dinossauros da música em Portugal que são e serão até ao dia da sua morte os grandes responsáveis pelo estado da música em Portugal, da indústria discográfica e do não aproveitamento das inúmeras bandas de qualidade que existem no nosso país.

Para quem quiser adquirir este novo trabalho, “II”, qual é o procedimento que deve respeitar-se? Como comprar este CD. Onde encontrá-lo?

Este cd não está à venda. É grátis para todos que o quiserem e tiverem gosto e curiosidade em nos ouvir. Para além de ser uma promo com 2 temas é também sem hipocrisia uma “prenda” a todos. Basta ir a um dos nossos espectáculos e pedir! É com todo o gosto que o fazemos, mais dinheiro houvesse mais coisas faríamos.

Podem entrar em contacto connosco através da web, seja no Facebook, Myspace ou através do nosso correio electrónico onde nos podem contactar, para toda e qualquer desventura e que é legacyofcynthia@gmail.com.

 

Em jeito de finalização, pedia-te que nos deixasses alguma mensagem sobre algo que não te questionei. Remete-nos, por favor, as tuas considerações finais.

A mensagem que eu quero deixar é a de um bem-haja a ti e a todos vós que fazem um trabalho de muito muito valor, que só pode agradar a todos os que gostam, cuidam e vivem a música!

 

 

LEGACY OF CYNTHIA

LEGACY OF CYNTHIA

 

Share

S.O.S. Emissão 1346 de 23.06.2012 – Playlist e gravação disponível!

Em máxima voltagem e intensidade sonora aí tivemos mais uma emissão completamente LIVE, sem qualquer truque ou recurso a duplos de « S.O.S. METAL RADIO SHOW » . Os 106.0 FM da Antena Minho vibraram até ao limite da insanidade durante as 5 horas da nossa transmissão!

Esta semana por aqui passou, e muito bem, Max Koslene, ele que é o baterista dos Brasileiros KRISIUN; tivemos com Joel Costa e o espaço Infektion Magazine… e muito, mas mesmo muito mais por aqui aconteceu… agora o melhor mesmo é, caso tenham perdido a emissão em directo ou se a quiserem novamente escutar, levantar ao máximo o som do vosso PC e deixarem-se levar por este autêntico tsunami radiofónico!

Playlist e player para audição a seguir…


S.O.S. Playlist da emissão de 1346 de 23.06.2012!


SPINESHANK
– Anger Denial Acceptance – The Endless Disconnect
EDGUY
– Rocket Ride – Return To The Tribe
END OF GREEN
– High Hopes In Low Places – Demons
TORTURE KILLER
– I Chose Death – All Will End In Terror
ARSIS
– Starve For The Devil – A March For The Sick
PAIN
– You Only Live Twice – Dirty Woman
TAROT
– Suffer Our Pleasures – Follow The Blind
FEAR  FACTORY
– The Industrialist – God Eater
DARK TRANQUILLITY
– Zero Distance – The Bow And The Arrow
BIOHAZARD
– Reborn In Defiance – Decay
SAPIENCY
– Fate’s End – Isolated
HEXEN
– Being And Nothingness – Stream Of Unconsciousness
GODOG
– Tell Me A Story – A Vaca de Fogo
SHADOWS FALL
– Fire From The Sky – The Wasteland
DISTURBED
– Asylum – Asylum
KRISIUN
– The Great Execution – Extinção Em Massa
– The Great Execution – Shadows Of Betrayal
– The Great Execution – The Will To Potency
– The Great Execution – Blood Of Lions
– The Great Execution – Rise And Confront
BORKNAGAR
– Urd – Mount Regency
AMON AMARTH
– Fate Of Norns – Pursuit Of Vikings
IHSAHN
– Eremita – Arrival
SWITCHTENSE
– Switchtense – Head Of State
4arm
– Submission For Liberty – The Oppressed
FRAGILE NOVA
– One Day Beyond – Your Very Distant Star
IRON MAIDEN
– From Fear To Eternity – Holy Smoke
THE AGONIST
– Prisoners – Panophobia
MANOWAR
– The Lord Of Steel – Manowarriors
FORBIDDEN
– Omega Wave – Immortal Wounds
HUNTED SCRIPTUM
– À Sombra de Deus Vol. IV – Melancolia
MOONSPELL
– Alpha Noir – Em Nome Do Medo
EXODUS
– War Is My Sheppard (EP) – War Is My Sheppard
TANK
– War Nation – Hammer And Nails
SARCOFAGO
– The Laws Of Scourge – Midnight Queen
KREATOR
– Phantom Antichrist – United In Hate
DEATH ANGEL
– The Ultra-Violence – Kill As One
MNEMIC
– Mnemesis – Junkies On The Storm
PARADISE LOST
– Tragic Idol – In This We Dwell
ANGELUS APATRIDA
– The Call – Killer Instinct
EPICA
– Requiem For The Indifferent – Internal Warfare
BURNING POINT
– The Ignitor – In The Night
EMPIRES OF EDEN
– Channelling The Infinite – Born A King
U.D.O.
– Celebrator – Streets Of Sin
HAVOK
– Point Of No Return – Cradle To The Grave

 


Share

S.O.S. Emissão 1345 de 16.06.2012 – Playlist e gravação disponível!

Mais uma monstruosa emissão de « S.O.S. METAL RADIO SHOW » aconteceu nos 106.0 FM da Antena Minho!
Muito mesmo por aqui sucedeu a ritmo verdadeiramente alucinante… logo no início da nossa transmissão, ADOLFO LÚXURIA CANIBAL (Mão Morta) esteve em estúdio apresentando-nos o 4º Vol. da colectânea de bandas Bracarenses ‘À Sombra de Deus’,  ao que se seguiu Marco Resende, vocalista dos Setubalenses LOW TORQUE, também ele em directo falando-nos acerca do álbum de estreia da sua banda! Imperdível também o Espaço Metalúrgia Sonora com o Carlos Alberto Loureiro…
Tudo isto e muito mais devidamente condimentado com grandes rodagens sonoras nesta emissão do « S.O.S. METAL RADIO SHOW » para escutar sempre em máximo volume!


S.O.S. Playlist da emissão de 1345 de 16.06.2012!


FREEDOM CALL
– Land Of The Crimson Dawn – Rockin’ Radio
MEGADETH
– Greastest Hits: Back To The Start – Prince Of Darkness
SODOM
– In War And Pieces – Soul Contraband
STATIC-X
– Wisconsin Death Trip — Push It
MADBALL
– Rebellion – The Beast
HUNTED SCRIPTUM
– À Sombra de Deus IV – Melancolia
AMON AMARTH
– Twilight Of The Thunder God – Guardians Of Asgaard
CRUCIFIED BARBARA
– The Midnight Chase – Rise And Shine
SAPIENCY
– Fate’s End – Leaving Me
– Fate’s End – Eternal Grey
METAL CHURCH
– A Light In The Dark – Pill For The Kill
HELLOWEEN
– The Dark Ride – Mirror Mirror
TANK
– War Nation – Wings Of Heaven
CELESTY
– Vendetta – Euphoric Dream
LOW TORQUE
– Low Torque – Karmageddon
– Low Torque – Hellraisers
– Low Torque – Alive (Like A Nightmare)
– Low Torque – Vampires!
– Low Torque – Desert Cage
HEATHEN
– The Evolution Of Chaos – Arrows Of Agony
CANNIBAL CORPSE
– Torture – Crucifier Avenged
EXODUS
– Let There Be Blood – Piranha
TESTAMENT
– Practice What You Preach – Blessed In Contempt
MOONSPELL
– Alpha Noir – Em Nome Do Medo
SHADOWS FALL
– Fire From The Sky – The Wasteland
THE AGONIST
– Prisoners – Anxious Darwinians
EDEN’S CURSE
– Trinity – Trinity
ANOTHER PERFECT DAY
– Four Songs For The Left Behind – Don’t Walk Away
SUICIDAL ANGELS
– Bloodbath – Moshing Crew
– Bloodbath – Legacy Of Pain
FIVE FINGER DEATH PUNCH
– War Is The Answer – Falling In Hate
MERCENARY
– Metamorphosis – Memoria
EMPIRES OF EDEN
– Channelling The Infinite – Hammer Down
4arm
– Submission For Liberty – The Oppressed
– Submission For Liberty – The Warning
SIX FEET UNDER
– Undead – The Scar
KREATOR
– Phantom Antichrist – From Flood Into Fire
FEAR FACTORY
– The Industrialist – Disassemble
HAVOK
– Point Of No Return – Point Of No Return
SYLOSIS
– Edge Of The Earth – A Serpents Tongue
SOILWORK
– The Panic Broadcast – Sweet Demise
HOLLENTHON
– Opus Magnum – On The Wings Of A Dove
SONATA ARCTICA
– Stones Grow Her Name – I Have A Right
HUNTRESS
– Spell Eater – The Dark

 


Share

S.O.S. Emissão 1344 de 09.06.2012 – Playlist e gravação disponível!

Mais uma grande emissão de « S.O.S. METAL RADIO SHOW » se cumpriu com muita força nos 106.0 FM da Antena Minho!
Tivemos em estúdio muita actividade senão vejamos… Vítor Carvalho (Demon Dagger) trouxe-nos a sua Workshop de guitarra mensal, os Vimaranenses BLACK BURN HATE visitaram-nos com o intuito de apresentar o seu EP de estreia e terminamos com uma excelente conversa, pelo caminho tivemos com o Joel Costa e o espaço Infektion Magazine!
Tudo isto e muito mais devidamente condimentado com grandes rodagens sonoras nesta emissão do « S.O.S. METAL RADIO SHOW » para escutar sempre em máximo volume!


S.O.S. Playlist da emissão de 1344 de 09.06.2012!


L.A GUNS
– Hollywood Forever – Dirty Black Night
SEBASTIAN BACH
– Kicking & Screaming – Tunnelvision
JETTBLACK
– Raining Rock – Raining Rock
JADED HEART
– Common Destiny – Saints Denied
FIVE FINGER DEATH PUNCH
– War Is The Answer – Hard To See
ETHS
– III – Sidus
DEMON DAGGER
– Cain Complex – Fire From The Sky/ Iron Bird
HAVOK
– Point Of No Return – Postmortem/ Raining Blood
4ARM
– Submission For Liberty – Raise A Fist
EXODUS
– Exhibit B: The Human Condition – Burn, Hollywood, Burn
CANNIBAL CORPSE
– Torture – Crucifier Avenged
DECAPITATED
– Carnival Is Forever – Homo Sun
BLACK BURN HATE
– A Theory Of Justice – Between The Shadows
– A Theory Of Justice – Deny
– A Theory Of Justice – Lost In The End
– A Theory Of Justice – Hesitation
– A Theory Of Justice – My Only Fear
– A Theory Of Justice – Sickness
FEAR FACTORY
– The Industrialist – Difference Engine
THE AGONIST
– Prisnoners – Predator And Prayer
KATATONIA
– Night Is The New Day – Nephilim
MNEMIC
– Mnemesis – Pattern Platform
ADAMANTINE
– Chaos Genesis – Dying God
CELESTY
– Vendetta – Fading Away
PURIFIED IN BLOOD
– Flight Of A Dying Sun – Storm Of Blood
SATYRICON
– The Age Of Nero – Black Crow On A Tombstone
DIMMU BORGIR
– Stormblast – Sorgens Kammer
STEEL ENGRAVED
– State Of Siege – Wylde Rhoads
KREATOR
– Phantom Antichrist – Civilisation Collapse
LIVARKAHIL
– Wrath Of God – Through Hatred And Devotion
– Wrath Of God – Deny Your God
– Wrath Of God – Devotion
NAPALM DEATH
– Utilitarian – Protection Racket
LANCE KING
– A Moment In Chiros – A Sense Of Urgency
FIREWIND
– Few Against Many – Wall Of Sound
PARADISE LOST
– Tragic Idol – Crucify
ANGELUS APATRIDA
– The Call – Violent Dawn
CHTHONIC
– Takasago Army – Southern Cross
TANK
– War Nation – Song Of The Dead
DELAIN
– We Are The Others – Electricity
SOULFALLEN
– Grave New World – To The Wolves At My Door
NIGHTMARE
– The Burden Of God – Final Outcome
OOMPH
– Truth Or Dare – Sandman
CRUCIFIED BARBARA
– The Midnight Chase – Everywhere We Need
ENGEL
– Blood Of Saints – Down To Nothing

 


Share

Online e para escutar entrevista de Maicon Leite aos lendários Dorsal Atlântica!

Dorsal Atlântica 2012

Na emissão de 02-06-2012 do S.O.S. METAL RADIO SHOW, no espaço “Conexão Brasil x Portugal: O Metal sem fronteiras”, com direcção e apresentação de Maicon Leite, colaborador das revistas Roadie Crew e Hell Divine e visando uma aproximação maior entre os dois países, Maicon conversou em directo com Carlos Lopes da Silva, líder dos lendários DORSAL ATLÂNTICA…

Escuta a seguir essa conversa!

Share

S.O.S. Emissão 1343 de 02.06.2012 – Playlist disponível!

Mais uma grande emissão de « S.O.S. METAL RADIO SHOW » esteve NO AR nos 106.0 FM da Antena Minho!
Em estreia estivemos o quadro “Conexão Brasil x Portugal: O Metal sem fronteiras”, com a direção e apresentação de Maicon Leite, colaborador das revistas Roadie Crew e Hell Divine. Visando uma aproximação maior entre os países, o quadro tem como objectivo levar informações relevantes de tudo o que ocorre no Metal brasileiro para Portugal, tendo como foco nessa primeira edição a volta das bandas VIPER e DORSAL ATLÂNTICA, nomes importantes do Metal Brasileiro e que certamente possuem fãs em Portugal.
Em linha estivemos com Carlos Lopes da Silva, líder dos lendários DORSAL ATLÂNTICA… tempo ainda para o espaço HELL DIVINE…
Ainda tempo, entre grandes e intensas rodagens sonoras para uma breve conversa com Sérgio Ferreira da organização do Hunted Fest 2012.

S.O.S. Playlist da emissão de 1343 de 02.06.2012!


UGLY KID JOE
– Stairway To Hell – Devil’s Paradise
GOTTHARD
– Firebirth – Right On
– Firebirth – S.O.S.
JORN
– Bring Heavy Rock To The Land – Ride To The Guns
DIABLO SWING ORCHESTRA
– Pandora’s Piñata – Guerilla Laments
ENEMY OF THE SUN
– Caedium – I Am One
SIX FEET UNDER
– Undead – Reckless
FEAR FACTORY
– The Industrialist – The Industrialist
– The Industrialist – New Messiah
– The Industrialist – Depraved Mind Murder
HEAVENWOOD
– Redemption – 13th Moon
PANTERA
– Vulgar Display Of Power – Hollow
– Vulgar Display Of Power – Piss
HAVOK
– Point Of No Return – Point Of No Return
– Point Of No Return – Cradle To The Grave
DIO
– Killing The Dragon – Along Comes A Spider
DEVILDRIVER
– Beast – Dead To Rights
ALWAYS WAR
– – — The Justice Game
MERCENARY
– Greatest Hits – Eleven Dreams
TRIVIUM
– In Waves – In Waves
IBERIA
– Revolution – Stooge
VIPER
– Theatre Of Fate – Living For The Night
– Evolution – Coming From The Inside
DORSAL ATLÂNTICA
– Antes do Fim Depois do Fim – Caçador da Noite
– Antes do Fim Depois do Fim – Morte Aos Falsos
SUICIDAL ANGELS
– Dead Again – Beggar Of Scorn
MEGAHERZ
– Gotterdammerung – Keine Zeit
KREATOR
– Phantom Antichrist – Your Heaven, My Hell
MEGADETH
– Peace Sells… But Who’s Buying – Peace Sells
ANDRALLS
– Breakneck – Under The Insanity
MACHINE HEAD
– Into The Locust – Locust
EXODUS
– Exhibit B: The Human Condition – Downfall
KAMELOT
– The Black Halo – Moonlight
3 INCHES OF BLOOD
– Long Live Heavy Metal – Leather Lord
MUDFACE
– Anti – Ghosts Of Desolation
ICED EARTH
– Dystopia – Anthem
HEXEN
– Being And Nothingness – Grave New World
DELAIN
– We Are The Others – Where Is The Blood
MNEMIC
– Mnemesis – Mnemesis
HUNTRESS
– Spell Eater – Children
CRUCIFIED BARBARA
– The Midnight Chase – Rock Me Like The Devil
FIREWIND
– Few Against Many – Long Gone Tomorrow
THE MURDER OF MY SWEET
– Bye Bye Lullaby — Armageddon


Share

Entrevista com Vítor Paixão do Santa Maria Summerfest 2012 Online!

O S.O.S. METAL RADIO SHOW na sua emissão de 12-05-2012, esteve à conversa com Vítor Paixão, organizador do Santa Maria Summerfest 2012!

Um festival com entrada livre e campismo grátis que acontece a 1 e 2 de Junho em Beja!
2 dias, 12 bandas! HEAVENWOOD, MATA RATOS, CORPUS CHRISTII, SIMBIOSE, FOR THE GLORY, MINDFEEDER, GÖATFUKK, RDB, NEOPLASMAH, CREATION UNDONE, REIS DO ASFALTO e LUNAE LUMEN!

Para escutar a seguir…

 

Share

S.O.S. Emissão 1342 de 26.05.2012 – Playlist e gravação disponível!

Nesta emissão de « S.O.S. METAL RADIO SHOW », numa super recheada agenda de actividades radiofónicas estivemos com o Espaço Metalurgia Sonora a cargo do Carlos Alberto Loureiro, viajamos até Sintra para uma conversa bem informal com Filipe Correia, o vocalista/ guitarrista dos CONCEALMENT onde tivemos, claro, oportunidade de explorar o mais recente trabalho desta banda intitulado ‘ Phenakism ‘. Pelo caminho recebemos Rafael Ripper, guitarrista dos MISS LAVA, ainda ressacando da actuação da sua banda no Rock In Rio Lisboa 2012, e Vítor Carvalho (Demon Dagger) fazendo o rescaldo deste 1º dia do RIR directamente da tenda da música electrónica.
Tudo isto e muito mais devidamente condimentado com grandes rodagens sonoras nesta emissão do « S.O.S. METAL RADIO SHOW » para escutar sempre em máximo volume!


S.O.S. Playlist da emissão de 1342 de 26.05.2012!


AVANTASIA
– The Wicked Symphony – Dying For Na Angel
OOMPH!
– Des Wahnsinns Fette Beute — Unzerstorbar
STAHLMANN
– Quecksilber — Spring Nicht
DISTURBED
– Asylum — Warrior
– Asylum — The Infection
FEAR FACTORY
– The Industrialist — Recharger
ENGEL
– Blood Of Saints – Blood Of Saints
ACCEPT
– Stalingrad – Twist Of Fate
MISS LAVA
– Red Supergiant – Ride
ASTRAL DOORS
– Seventh Crusade – Jerusalem
CHILDREN OF BODOM
– Holiday At Lake Bodom. 15 Years Of Wasted Youth – Everytime I Die
DIMMU BORGIR
– Abrahadabra – Renewal
CONCEALMENT
– Phenakism – Hamartia
– Phenakism – Orifice
– Phenakism – Stridulation
– Phenakism – Deluge
BIOHAZARD
– Reborn In Defiance – Reborn
MUNICIPAL WASTE
– The Fatal Feast – Covered In Sick/ The Barfer
ALL SHALL PERISH
– This Is Where It Ends – A Pure Evil
THE FORESHADOWING
– Second World – Aftermaths
MANOWAR
– – — El Gringo
HOLOCAUSTO CANIBAL
– Gorefilia – Objectofilia Platonica
DRAGONFORCE
– The Power Within – Die By The Sword
CARNIÇA
– Temple’s Fall… Time To Reborn – Oil War
ABORTED
– Global Flatline – Expurgation Euphoria
SEPULTURA
– Nation – Sepulnation
DAWN OF DESTINY
– Praying To The World – Place Of Mercy
BLOODHOUND
– Unholy Cross – Drop The Bomb
SONATA ARCTICA
– Stones Grow Her Name – Somewhere Close To You
MOONSPELL
– Omega White – White Skies
BE’LAKOR
– Of Breath And Bone – Fraught
– Of Breath And Bone – Remnants
HAVOK
– Point Of No Return – Postmortem/ Raining Blood
– Point Of No Return – Arise
– Point Of No Return – Point Of No Return
MASTODON
– The Hunter – Octopus Has No Friends
BORN FROM PAIN
– The New Future – Heartbeat
BLOODWORK
– The Final End Principle – Camp X- Ray
ORDER OF NINE
– Seventh Year Of The Broken Mirror – Words That Were Said
KREATOR
– Phantom Antichrist – Phantom Antichrist
– Phantom Antichrist – Civilisation Collapse
METALLICA
– Black Album – Sad But True
SHADOWS FALL
– Fire From The Sky – Nothing Remains
NIGHTMARE
– The Burden Of God – Sunrise In Hell
BORN OF OSIRIS
– The Discovery – Follow The Signs
SIX FEET UNDER
– Undead – Delayed Combustion Device
HEAVENWOOD
– Redemption – Me & You

Share

EMISSÃO ONLINE (CLICAR)

CAMPANHA ID TAG PARA FREE PROMO!

AS MAIS ACTUAIS METAL NEWS INTERNACIONAIS DO S.O.S. NA RMNews Express

ARQUIVO MENSAL

Categorias